Amor e Ódio

A gente começa a amar e fica cego, mas tem sensação melhor? o coração bater, a vontade de viver por dois e dividir todas as conquistas com alguém que te ama, se preocupa e te ajuda? Não né.

Pois é, a gente se entrega demais sem ligar pra nada,mas nada em exagero acaba bem, nem que seja pra você mesma. Eu odeio amar demais, me entregar demais, me preocupar demais, por amar demais eu sinto demais, me magoo demais, acabo absorvendo tudo em exagero  e precisando de uma dose de paz. As vezes a gente quer ser um pouquinho fria e egoísta pra poder lidar melhor com tudo nessa vida, não só em relação ao amor e relacionamentos, mas tudo que envolve qualquer tipo de sentimento, até a raiva.

Queria ser um meio termo de feels, quando eu amo eu amo demasiadamente que até doí, quando odeio eu fico triste por odiar demais, quando me preocupo eu me adoeço por se preocupar tanto, quando me magoo fico de cama pela tristeza me consumir demais, quando me entrego eu dou meu coração na mão e arrisco a vida, sou uma cachoeira de exageros, feliz aquele que coloca na balança e sabe usar e sentir um pouco de tudo e não tudo de tudo, feliz aquele que sabe ser egoísta quando precisa, que sabe se calar e lidar com todas as coisas boas e ruins. Quando dizem que tudo em exagero é ruim eu nem discordo, vivo e sinto isso todos os dias e com ele o fato de me odiar por amar demais.

Anúncios

2 comentários em “Amor e Ódio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s